Arquivos da categoria: Coluna Você Sabia

Coluna Semanal – Você Sabia?

A curiosidade de hoje partiu da pergunta do aluno Eric Alves, da turma 802:

Por que fechamos os olhos para dormir?

Eric, há alguns motivos que nos fazem dormir de olhos fechados. Primeiramente, nossos olhos se fecham em resposta ao relaxamento muscular que ocorre quando estamos nos preparando para dormir.

O sono é um momento de relaxamento da mente e do corpo. Quando dormimos, todos os nossos músculos ficam flácidos para descansar das atividades do dia, então, as pálpebras são fechadas e a lubrificação necessária para o bom funcionamento do globo ocular é mantida. Este mecanismo impede problemas oculares, como ressecamento, inflamação, dores e até o embaçamento da córnea, um processo semelhante ao da catarata e que pode trazer sérios prejuízos à visão.

Outra finalidade para o fechamento de nossas pálpebras ao dormir, é controlar a luminosidade que chega ao cérebro, sincronizando o relógio biológico dos seres vivos. Flávio Aloe (coordenador do laboratório do sono do Hospital das Clínicas de São Paulo) explica em uma entrevista à revista Superinteressante[1] que “A luz do dia é estimulante para os animais de hábitos diurnos, como os humanos”, ao contrário, o escuro é relaxante e estimula a glândula responsável pela produção de melatonina (um dos hormônios que regula o sono).

Como funciona o fechamento dos olhos na hora do sono?[2]

sono3
1: O cérebro envia hormônios para o coração, reduzindo os batimentos cardíacos, e pulmões, fazendo o mesmo com a frequência respiratória e o tônus  muscular.

2: Com as musculatura das pálpebras relaxada, a sensação é de que os olhos vão ficando cada fez mais pesados até fechar.

3: Com os olhos fechados, a luminosidade não chega ao cérebro. E a glândula pineal passa a liberar melatonina, um dos hormônios mais importantes do sono.

4: Sob as pálpebras fechadas, ocorre a lubrificação do globo ocular, feito pelas lágrimas, protegendo o olho do ressecamento sono2e de outros problemas.

5: No dia seguinte você acorda enxergando de novo!

Há possibilidade de dormirmos de olhos abertos?

Algumas sequelas de paralisia facial ou defeitos nas musculaturas das pálpebras, que são raros, podem impedir ou dificultar o fechamento. Nestes casos, são utilizados curativos para manter as pálpebras fechadas durante o sono e, em casos mais graves, os médicos fazem suturas para amenizar o problema.

Aproveitando que estamos falando sobre olhos, vamos responder a pergunta da aluna Paloma, da turma 802:

Por que fechamos os olhos quando beijamos?

Paloma, a visão é responsável por cerca de 75% da nossa percepção. Quando fechamos os olhos, conseguimos apurar melhor os outros sentidos. Nossa capacidade de sentir o toque depende da quantidade de informação visual que o cérebro recebe no mesmo momento. Ou seja, no caso do beijo, as pessoas ficam mais sensíveis ao toque quando seus olhos estão fechados.

Segundo a psicoterapeuta Larissa Costa sono1Rodrigues Piai, esta conclusão foi publicada em março no “Journal of Experimental Psychology: Human Perception and Performance” (revista científica de psicologia), “esse estudo foi muito além do sentido do toque e muito além do motivo de fecharmos olhos enquanto beijamos. Ele evidenciou que ao inutilizarmos um sentido, acabamos aguçando outros”, concluiu Larissa.


Colaboradora: Professora de Ciências – Nayara Voigt


Fonte:

Disponível em: <https://cienciademais.com/2014/05/20/por-que-fechamos-os-olhos-quando-dormimos/> Acesso em:  20/08/2016.

Disponível em: <http://noticias.uol.com.br/ciencia/ultimas-noticias/redacao/2016/04/11/por-que-fechamos-os-olhos-durante-um-beijo-razao-nao-e-romantica.htm Acesso em:  20/08/2016.

[1] ROSA, C. C, Superinteressante. Ed: 208, 2004.

[2] Disponível em <https://cienciademais.com/2014/05/20/por-que-fechamos-os-olhos-quando-dormimos/> Acesso em:  20/08/2016.

Coluna Semanal – Você Sabia?

Hoje, você vai aprender um pouco sobre o sistema nervoso. Aproveito para agradecer a participação da nossa diretora Aline com a pergunta: Existe alguma forma de exercitar o nosso cérebro para aprender melhor?

Primeiro, uma visão geral do sistema nervoso. O sistema nervoso é responsável por coordenar e regular as atividades corporais e permitir a interação com o meio externo, produzindo respostas e interpretando estímulos. Ele é dividido em Sistema Nervoso Central (composto pelo encéfalo e medula espinhal) e Sistema Nervoso Periférico (composto pelos nervos).

encefalo1Fonte: http://slideplayer.com.br/slide/13803/

É comum as pessoas se confundirem e chamarem o encéfalo de cérebro, então:ATENÇÃO

encéfalo é a porção encontrada no interior da caixa craniana e, em um adulto, pesa, em média, 1,4 kg. Ele é formado por diferentes partes que atuam nas atividades do corpo: cérebro (é a parte mais volumosa), cerebelo, hipotálamo, tálamo, ponte e bulbo.

encefalo2encefalo3

 

 

 

 

Fonte: http://escolakids.uol.com.br/encefalo.htm  Fonte: https://www.todamateria.com.br/encefalo/

O cérebro é a parte mais desenvolvida do encéfalo humano, armazena informações, sendo considerado o centro da inteligência e do aprendizado. Possui uma superfície cheia de sulcos e depressões e se divide em dois hemisférios cerebrais, o direito e o esquerdo.encefalo4

A camada externa dos hemisférios cerebrais é composta por uma substância cinzenta chamada de córtex cerebral, formada por mais de 10 bilhões de neurônios (célula nervosa). A região interna dos hemisférios tem uma massa de cor mais clara do que o córtex, e por isso é chamada de substância branca. O córtex cerebral, junto a outras regiões do encéfalo, é responsável por controlar a percepção, as emoções e os atos voluntários, sendo que o córtex recebe e interpreta todas as informações dos órgãos dos sentidos, sendo ele a estrutura responsável pelo pensamento, aprendizagem, linguagem, consciência, memória e inteligência.

Assista como o encéfalo funciona:

Após uma pequena base sobre o sistema nervoso, voltamos à pergunta: Existe alguma forma de exercitar o nosso cérebro para aprender melhor? A resposta é…SIM!!!

 O cérebro humano, desenvolve-se quando usado regularmente, principalmente se o sujeitamos a pequenos desafios. Por outro lado, o desuso o faz as conexões neurais que não são usadas serem desfeitas, quando se tornam desnecessárias. Há estudos apontando que sim, é possível realizar exercícios para o cérebro e melhorar sua performance.

Listadas abaixo, estão algumas maneiras de expandir sua capacidade mental, adaptadas de um artigo publicado por Kate Douglas, Alison George, Bob Holmes, Graham Lawton, John McCrone, Alison Motluk e Helen Phillips na Revista Scientific American[1]:

1 . Alimentar-se bem

encefalo5O que comemos pode influir na maneira como raciocinamos. Tome sempre um bom café da manhã, pois deixar de lado a primeira refeição do dia reduz o desempenho intelectual.

Opte por alimentos saudáveis, lembre-se de ingerir cereais; coma verduras, elas possuem antioxidantes e neuroprotetores, melhoram a memória e ainda, ajudam a manter os neurônios em bom estado; beba iogurte, pois contém o aminoácido tirosina, necessário para a produção dos neurotransmissores dopamina e noradrenalina; coma peixe, pois o ômega-3 alimenta e lubrifica os sistemas cerebrais.

Fonte: http://geniodamatematica.com.br/os-alimentos-do-cerebro/

Evite: comidas calóricas com baixo valor nutritivo e, particularmente, guloseimas altamente processadas, como bolos, massas doces e salgadas e biscoitos, que contêm ácidos graxos trans.

2 . Aprender a tocar um instrumento musical

encefalo6Se você já toca algum instrumento, terá que aprender as habilidades motoras específicas e a coordenação para o uso das duas mãos simultaneamente. Se você ainda não toca ou iniciou nenhum instrumento, o grau de aprendizado será ainda maior, com a formação de conexões em seu cérebro ao adentrar no universo musical.

Fonte: http://centrosuzukiindaiatuba.com/musicaestudo/

O estímulo de uma variedade de aptidões mentais se dá devido à exigência de movimentos delicados e precisos dos dedos, do treino da coordenação motora fina, do desenvolvimento da atenção necessária para a altura do som e para o ritmo, além de exigência de sensibilidade emocional. Estudos apontam que crianças que tiveram contato com a música desde cedo conquistam melhores resultados em testes de QI.

encefalo63 . Treinar para aumentar o QI

Há duas ou três décadas ainda se acreditava que o quociente de inteligência (QI – medida de habilidades mentais para solução de problemas) era fixo e, em grande parte, determinado pela genética. Pesquisas recentes sugerem que uma função cerebral chamada memória operacional poderia estar na base da nossa inteligência geral, abrindo a possibilidade de que, se uma pessoa desenvolver essa habilidade, pode melhorar sua capacidade de encontrar soluções para os mais diferentes problemas.

Fonte: http://br.freepik.com/vetores-gratis/pensando-cerebro-material-vetor-imagem_608466.htm

Palavras cruzadas e Sudoku são os mais comuns quando se busca exercícios para estimular o cérebro. Mas a lista de jogos para o cérebro ganhou várias opções com os aplicativos de celular.

Vejam alguns encontrados na internet: Amazin Alex; Flow Free: Bridge; Train Brain; The Room; Fit Brains Trainer; Apparatus; Threes; Lumosity.

4 . Exercitar a Memória

encefalo7Existem exercícios para a memória muito interessantes, como ler um livro e contá-lo para alguém (ou escrever um resumo), ou tentar recordar cada item que comprou no supermercado (faça uma lista e depois compare com o cupom fiscal). Você pode ainda revisitar mentalmente os lugares por onde passou durante o dia (inclusive aqueles por onde rotineiramente passa) e tentar descrevê-los nos mínimos detalhes.

Fonte: http://www.desafiosdaeducacao.com.br/como-utilizar-melhor-memoria-operacional-aprendizado/

Aprender uma nova língua ou realizar operações matemáticas complexas de cabeça também desenvolvem sua memória. Uma técnica que pode ser usada é estudar uma matéria, depois, estudar outra matéria e, só então, responder a questões sobre o primeiro assunto (em vez de responder questões logo após ler a matéria).

5 . Praticar atividades físicas

encefalo8Caminhar por meia hora três vezes por semana pode melhorar em 15% as habilidades como aprendizado, concentração e raciocínio abstrato. Estudos comprovam que a atividade física tem efeitos ansiolíticos e antidepressivos, relacionados à diminuição da ansiedade, da depressão e do stress.

Fonte: http://neuroforma.com.br/why-brainhq

Também favorece a função cognitiva em razão do maior fluxo de sangue no cérebro. Exercícios induzem a síntese de proteínas indispensáveis à produção de sinapses e à criação de novas memórias.

Ioga e Meditação são excelentes, pois aumentam a sua capacidade de concentração; promovem sua autodisciplina; melhoram sua saúde e fortalecem seu sistema imunológico; e trazem paz e clareza ao raciocínio.

  1. Dormir bem

encefalo9

Economizar no sono pode causar inúmeros danos ao cérebro, funções como capacidade de planejamento e concentração, resolução de problemas lógicos, aprendizado, memória operacional e atenção são afetadas em decorrência da privação.

Durante o sono o cérebro processa novas memórias, fixa e afia habilidades – e até resolve problemas. Permite que o cérebro acesse memórias e estabeleça conexões capazes de produzir lampejos de conhecimento criativo.

Exemplo: Se um adolescente esteja empenhado em dominar um novo videogame: ao invés de praticar a noite toda, seria mais eficaz se jogasse umas duas horas e fosse para a cama. Enquanto a pessoa adormece, o cérebro reativa os circuitos que estavam sendo usados enquanto o jogo era aprendido e os repete, enviando novas memórias para o armazenamento de longo prazo. Ao acordar, o jogador estará mais hábil. O mesmo se aplica a aptidões como tocar piano, dirigir e até memorizar fatos e números.

7 . Experimentar algo novo

Faça algo radical como viajar para lugares totalmente desconhecidos (até mesmo cuja língua você não fala) ou mesmo pequenas mudanças corriqueiras em sua rotina são capazes de estimular seu cérebro de uma maneira diferente e proveitosa. Exemplos de exercícios para o cérebro que você pode facilmente adotar:

encefalo10* Escove os dentes com a mão não-dominante;
* Faça o mesmo com o mouse;
* Realize tarefas com os olhos fechados, como tomar banho ou vestir-se;
* Veja as horas pelo espelho;
* Faça um percurso diferente para o trabalho;
* Vista-se de olhos fechados. Quando for pegar uma roupa no armário, com os olhos fechados, estimule a parte tátil e procure a peça que você deseja;
* Leia muito e diariamente. Não só isso: converse com alguém sobre o que leu.

Fonte: http://www.sersustentavel.org/2014/05/dicas-para-manter-uma-boa-memoria.html

E então, “bora” praticar para aprender melhor? Abaixo, alguns links de atividades para você treinar seu cérebro:

encefalo11– O cérebro nosso de cada dia: http://www.cerebronosso.bio.br/exercite-seu-crebro (vários jogos legais!);
– Funny Games:
http://www.funnygames.com.br/jogo/treinamento_do_cerebro.html;
– Treina cérebro: http://www.brincar.pt/treina-cerebro.htm;
– Jogos de Estratégia: http://jogosonline.clickgratis.com.br/estrategia/.

Ficou curioso sobre o assunto? Nos links abaixo você pode se aprofundar sobre o tema:

encefalo12– O cérebro que aprende – Neuroplasticidade – Teoria das 7 inteligências: http://estudareaprender.com/como-seu-cerebro-aprende/;

– Reportagem sobre como o cérebro funciona quando aprendemos outro idioma:
https://globoplay.globo.com/v/2385051/;

– Como o nosso cérebro aprende:
http://www.portaleducacao.com.br/biologia/artigos/25029/como-nosso-cerebro-aprende;

Fontes de pesquisa:

http://carteirarica.com.br/exercicios-para-o-cerebro/. Acesso em 02/08/2016.

CRUZ, B. S. Disponível em:

http://educacao.uol.com.br/noticias/2015/07/30/exercitar-o-cerebro-e-tao-importante-quanto-praticar-atividade-fisica.htm. Acesso em 02/08/2016.

METHODUS. Disponível em: < http://www.methodus.com.br/artigo/19/nove-passos-para-um-cerebro-mais-inteligente.html> Acesso em 02/08/2016.


Colaboradora: Professora de Ciências – Nayara Voigt


[1] Disponível em: http://www.methodus.com.br/artigo/19/nove-passos-para-um-cerebro-mais-inteligente.html. Acesso em 02/08/2016

Coluna Semanal – Você Sabia? – Por Nayara Voigt

Na postagem de hoje, abordaremos 2 perguntas: a primeira “Como o cabelo cresce?” feita pelos alunos Ana Luisa (502), Adriano e Estevão (402) e a segunda “O cabelo cresce após a morte?” da Gabriely Pessali. Então, vamos lá:

Como o cabelo cresce?

1Fonte: http://www.aprendizdecabeleireira.com

O cabelo é produzido dentro de uma estrutura em forma de tubo chamada de folículo piloso. No fundo desse tubo há outra estrutura chamada de raiz, onde encontramos células que se multiplicam constantemente. À medida que essas células se multiplicam, elas empurram o fio para fora da pele, fazendo o cabelo crescer.

No couro cabeludo há cerca de cinco milhões de folículos 2pilosos. Cada folículo piloso tem vida própria, ou seja, cada cabelo cresce independentemente do crescimento dos outros. Se os folículos estivessem sincronizados, todos os cabelos cresceriam ao mesmo tempo.

O fio do cabelo cresce aproximadamente 0,3 mm por dia. Desde que nascem no bulbo até surgirem do lado de fora do couro cabeludo, as células do fio de cabelo passam por grandes mudanças em sua forma e composição química. O cabelo é constituído de uma proteína chamada de queratina (envolve os fios do nosso cabelo fazendo com que eles fiquem mais resistentes e fortes) e, a sua vida dura, em média, entre 2 e 7 anos

http://escolakids.uol.com.br/como-o-nosso-cabelo-cresce.htm

Fases do Ciclo de Vida do Cabelo

Sonia Corazza explica que o crescimento do cabelo não é um processo contínuo. Cada fio do couro cabeludo cresce durante 4 a 6 anos, interrompe o crescimento por aproximadamente 20 dias e, em seguida, cai. Em seu lugar, começa a nascer um novo fio sadio e o ciclo se repete. Isso faz com que os fios do couro cabeludo estejam sempre em fases diferentes desse ciclo e por isso, a perda de aproximadamente 100 fios de cabelo por dia seja considerada normal.

A primeira etapa do ciclo de crescimento do cabelo é a etapa ANAGÊNICA,  cerca de 84% dos cabelos estão nesta etapa ativa de crescimento. Ela permanece entre 4 e 6 anos, e o cabelo cresce cerca de 1 cm por mês.

Em seguida, o fio passa por uma etapa de transição, chamada CATAGÊNICA, por cerca de 20 dias. Durante esta etapa, o processo de divisão celular é interrompido, o folículo piloso se torna mais superficial, os vasos sanguíneos e nervosos são atrofiados. Cerca de 15% dos cabelos do couro cabeludo encontram-se nesta fase.

Quando a atividade na raiz do cabelo parar por completo, diz-se que o cabelo encontra-se na etapa TELOGÊNICA. Esta é a terceira e última fase do crescimento do cabelo. O cabelo mantém-se preso apenas por sua base, caindo facilmente ao se pentear ou lavar. Após este período, forma-se um novo fio neste folículo.

3 Fonte: http://www.laroche-posay.pt/artigo/queda-de-cabelo/a4500.aspx

Esse ciclo acontece durante toda vida, mas à medida que envelhecemos o nosso cabelo vai parando de crescer. Algumas pessoas acreditam que simpatias fazem o cabelo crescer, como cortar suas pontas ou ficar alguns dias sem lavar o cabelo. Mas isso não passa de crença, pois a melhor forma de fazer o cabelo crescer é ter uma alimentação balanceada.
4 5

Esta é uma pergunta que possui algumas possibilidades de resposta, nem sempre os especialistas chegam a um consenso. Para alguns cientistas, essa história é mito, e afirmam que a “impressão” de que cabelo e unhas continuaram crescendo é passada devido à retração da pele após a morte.

Já para o coordenador do Departamento de Genética da Universidade Federal do Rio Grande do Sul, José Arthur Chiese, o mito é verdadeiro: ele explica que as células ainda continuam vivas (por um curto período de tempo) depois que a pessoa é considerada morta, assim, as unhas e os cabelos continuam crescendo, até que as reservas do organismo acabem.

Chiese afirma que o corpo humano é composto por diferentes células e cada uma delas possui um tempo de vida diferente, tanto que é possível fazer transplante de órgãos e mantê-los preservados após a retirada. Assim, as células responsáveis pela produção de queratina (substância que são base para produção de unhas e cabelo) têm mais tempo de vida que as outras, e continuam o metabolismo sem perceber que o corpo “morreu”.

Mas não pensem que as unhas e o cabelo continuam crescendo, crescendo, crescendo até ficar igual filme de terror. Na verdade, este estímulo para alguns minutos depois da morte.

Colaboradora: Professora de Ciências – Nayara Voigt
Fontes:
http://brasilescola.uol.com.br/curiosidades/cabelos-unhas-crescem-apos-morte.htm
http://www.laroche-posay.pt/artigo/queda-de-cabelo/a4500.aspx
http://diariodebiologia.com/2013/03/11998/
http://www.belezainteligente.com.br/site/modules.php?name=Conteudo&pid=875

Quer saber mais? Acesse o link abaixo:

http://revistaepoca.globo.com/Revista/Epoca/0,,EDG75907-6014,00-POR+QUE+NOSSO+CABELO+NAO+PARA+DE+CRESCER.html

Coluna Semanal – Você Sabia? – Por Nayara Voigt

Por que bocejamos?

bocejoFonte: http://4.bp.blogspot.com/-7PSUhFf0ieg/UPqzeCWCdaI/AAAAAAABu7o/splG4zbTMww/s1600/1.jpeg

Obrigada pela participação, Alyce Alves Vianna de Morais, turma 802. Esta é uma pergunta frequente nas aulas de ciências, boa leitura!

O bocejo é um dos sintomas comportamentais de sonolência, segundo a neurologista e professora da disciplina do Sono da Universidade Federal de São Paulo, Dalva Poyares. Quando começamos a bocejar é quase impossível parar, podemos até tentar fechar a boca, mas os músculos acionados pelo reflexo continuam a sua contração. Neste caso, o objetivo do corpo ao bocejar é liberar a dormência, absorvendo uma quantidade maior de oxigênio.

A neurologista especialista em sono, Andrea Bacelar, explica no vídeo ao lado que “o bocejo nada mais é do que uma tentativa do cérebro de nos mantermos acordados”, explica a especialista. “O que ocorre é que no período de sonolência há uma queda de oxigênio no sistema nervoso central. Núcleos importantes do cérebro notam essa falta de oxigênio e geram esse estímulo de inspiração profunda, na tentativa efetiva de acordar”, completa. O bocejo é uma resposta à necessidade de uma respiração profunda para despertar o corpo. Neste momento ocorre a oxigenação do cérebro.

E por que quando alguém boceja, outras pessoas também passam a bocejar? Andrea afirma que esta ação é causada pelos neurônios-espelhos. “Todos os atos do cotidiano que a gente presencia, esses neurônios copiam. Acontece também com o riso”, exemplifica. O riso também pode ser contagiante, mas isso vai depender de outros fatores, como a emoção.

Colaboradora: Professora de Ciências – Nayara Voigt
Fonte: http://mundoestranho.abril.com.br/materia/por-que-bocejamos
http://noticias.terra.com.br/educacao/vocesabia/noticias/0,,OI1495821-EI8399,00-Por+que+bocejamos.html
http://redeglobo.globo.com/globociencia/quero-saber/noticia/2014/03/o-que-e-e-por-que-bocejamos.html

Coluna Semanal – Você Sabia? – Por Nayara Voigt

As alunas Maria e Vitória, da turma 502, fizeram a pergunta “Por que soluçamos?”, já respondida, porém no nosso antigo blog. Por conta disso, reeditamos a resposta para as duas alunas e os demais que não tiveram a oportunidade de ler!

Por que soluçamos?

O “hic, hic” ocorre a qualquer momento e, normalmente, surge nas situações mais impróprias, até mesmo os bebês no útero podem ter soluços. Normalmente, não causa problemas para a saúde e desaparece espontaneamente em alguns minutos.

O soluço nada mais é do que a contração involuntária do diafragma – músculo que separa o tórax do abdome, localizado logo abaixo do pulmão. O diafragma é o músculo responsável pelo controle da respiração, e é acionado pelo nervo frênico, que auxilia os movimentos do músculo. 

Explicando…o soluço é causado por uma irritação no nervo frênico. Quando comemos muito ou ingerimos bebidas que estão muito quentes, muito geladas ou com muito gás, o estômago tende a inchar e então pode provocar uma irritação no nervo frênico, que faz com que o diafragma se contraia. A contração normalmente ocorre várias vezes seguidas, separadas por pequenos intervalos de tempo que podem chegar a apenas um segundo e ou se prolongar ao longo do dia.

Desta maneira, ocorre a inspiração de ar, mas ao mesmo tempo a glote se fecha, ao contrário do normal onde a glote só se fecha para a passagem de alimentos ao esôfago e fica aberta para a respiração. Hic, Hic, Hic.. esse segundo reflexo faz as cordas vocais vibrarem, causando o barulho do soluço: Hic! Hic! Hic!

Em alguns casos específicos, o soluço é causado por outros problemas diferentes do explicado acima. “Pode ser uma doença da vesícula, do esôfago, do estômago, ou até uma pneumonia na base do pulmão que provocam o soluço, pois são órgãos que podem afetar o diafragma”, explica a gastroenterologista Maria do Carmo Sriche Passos, do Departamento de Clínica Médica da Faculdade de Medicina da Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG).

A diferença do soluço comum para este outro mais raro é a frequência e a duração. O soluço comum passa em minutos e não aparece frequentemente. O outro, ao contrário, pode durar dias ou acontecer muitas vezes em curtos períodos de tempo. “Se achar que o soluço já se tornou um problema que incomoda, o melhor é procurar um médico para desvendar as causas e indicar o melhor tratamento”, alerta a médica.

Para curar o soluço comum, a única maneira é relaxar o diafragma. Segundo a médica, só duas coisas funcionam: segurar o ar, cessando a respiração pelo nariz e pela boca por um tempo, ou tomar um copo de água ou de suco “virando” de uma só vez.

Colaboradora: Professora de Ciências – Nayara Voigt

Coluna Semanal – Você Sabia? – Por Nayara Voigt

Emerson, obrigada pela participação em nossa coluna! Vamos então, à sua pergunta:

Por que eu cresço?

cresc1

Emerson, basicamente, crescemos porque as células do nosso corpo se multiplicam (por um processo chamado mitose), fazendo com que os tecidos aumentem de tamanho e com isso, crescemos também. O crescimento faz parte de todos os seres vivos e depende de alguns fatores como: a genética, a alimentação, o sono, o exercício físico e a fase de vida.

Fatores Genéticos

Se a maioria dos membros da nossa família é alta, a tendência é que sejamos também. Segundo a Dr. Ana Escobar, a altura média das pessoas segue os valores abaixo:

cresc7

cresc2Ainda, a doutora apresenta um cálculo para descobrir a sua altura provável:
Para os meninos: Altura do pai em cm + altura da mãe em cm + 13 cm/ 2 = altura ideal.
Para as meninas: Altura do pai em cm + altura da mãe em cm – 13 cm / 2 = altura ideal.

Alimentação

A alimentação é essencial para o nosso desenvolvimento, pois os alimentos fornecem nutrientes para as células, ajudando o organismo a crescer. As crianças devem receber um cuidado especial quando falamos em alimentação, durante todo o dia é importante combinar os alimentos e ingerir de tudo um pouco: carboidratos (pão, batata, massa), vitaminas e sais minerais (frutas, legumes e verduras), proteínas (carnes, ovos e leite) e lipídios cresc3(azeite, manteiga e óleos).

Para termos ossos saudáveis, é preciso que nossa alimentação inclua proteínas e sais minerais como cálcio e fósforo, que formam a base da estrutura óssea. Eles estão presentes em grande quantidade no leite e laticínios, no salmão, em sardinhas, amêndoas, espinafre e demais vegetais de folha verde.
Fonte: http://www.pautavip.com.br/2016/03/04/6797/

Hormônios e o sono

Há também o hormônio do crescimento GH (do inglês growth hormone), que atua enquanto dormimos, durante a infância, cerca de 90% do hormônio do crescimento é liberado durante o sono. Este hormônio estimula o crescimento e a reprodução de nossas células.cresc4

Uma glândula presente em nosso encéfalo, chamada de hipófise, acelera a produção do hormônio do crescimento que, juntamente com outros hormônios, estimulam a produção de células que expandem a cartilagem que envolve os ossos, esticando-os.  Por esse motivo o sono é tão importante, pois crescemos enquanto dormimos.

Crianças que dormem pouco correm o risco de ter problemas de desenvolvimento. As horas de sono variam conforme a idade, por exemplo, um recém-nascido precisa dormir até 20 horas por dia, já que está com seu sistema nervoso em fase de amadurecimento; já uma criança de três anos deve dormir 10 ou 11 horas durante a noite e tirar uma soneca no dia.

Atividade física

Realizar atividade física é outro grande fator que estimula o crescimento dos ossos e dos músculos. Esportes em geral são bons para quem precisa crescer, segundo a pediatra Ana Escobar e o endocrinologista pediátrico Hamilton Menezes. Exercícios aeróbicos, como natação e modalidades coletivas, são importantes para a criança ecresc5 o adolescente.

Mas, atenção: os médicos não recomendam musculação antes da puberdade. É importante esperar até essa fase para ter certeza de que o crescimento chegou ao fim. Além disso, crianças e adolescentes têm mais risco ósseo e articular em atividades de alto impacto.

Fonte: http://www.sistemaunificado.com.br/kids/?p=2371

Dica: Para manter seu esqueleto saudável, alongue-se:

cresc6Fonte: https://yessaude.com/corpo-mente/dicas-para-se-alongar-corretamente-todos-os-membros/

 

Colaboradora: Nayara Voigt – Professora de Ciências – 6º ao 9º ano – matutino
Fonte: http://perguntaproseupai.blogspot.com.br/2012/07/porque-gente-cresce.html
https://cienciademais.com/2012/06/10/por-que-nos-crescemos/
http://miihcorreia.blogspot.com.br/2009/06/o-crescimento-do-corpo-humano-na.html
http://www.colegioweb.com.br/saude/como-e-por-que-os-humanos-crescem.html#ixzz4C4bJbyyo
http://g1.globo.com/bemestar/noticia/2012/02/crescer-depende-de-genetica-sono-dieta-exercicio-genero-e-fase-da-vida.html

Coluna Semanal – Você Sabia? – Por Nayara Voigt

Quantos ossos tem o esqueleto humano?
Qual é o maior osso? E o menor?

esqueleto

O esqueleto humano é constituído por, aproximadamente, 206 ossos. Um recém-nascido possui mais ossos do que um adulto, cerca de 300. Este fato ocorre porque
algumas regiões do esqueleto do bebê (como a cabeça que possui as fontanelas ou “moleiras”), são separadas e com o passar dos anos, se unem formando um só osso.

As funções do nosso esqueleto compreendem: sustentação do organismo (apoio para o corpo); proteção de estruturas vitais (coração, pulmões, encéfalo); base para a movimentação; armazenamento de sais (cálcio, por exemplo); e hematopoiética (suprimento contínuo de células sanguíneas novas).

ossso3ossos2

Os ossos estão distribuídos da seguinte maneira em nosso corpo:-Cabeça: é formada por 22 ossos sendo 8 do crânio (frontal, 2 parietal, 2 temporal, occipital, esfenoide, etmoide) e 14 da face (2 zigomático, 2 maxilar, 2 nasal, mandíbula, 2 palatino, 2 lacrimal, vômer, 2 concha nasal inferior).

-Pescoço: é formado por 1 osso: hioide.

-Ouvidos: são formados por 6 ossos: 2 bigorna, 2 martelo e 2 estribo.

-Tórax: é formado por 44 ossos sendo 24 costelas, 12 vértebras torácicas, 7 vértebras cervicais e 1 esterno.

-Abdome: é formado por 7 ossos sendo 5 vértebras lombares, 1 sacro e 1 cóccix.

-Membros Inferiores: são formados por 62 ossos: 2 na cintura pélvica, 8 nas pernas (2 fêmur, 2 patelas, 2 tíbias, 2 fíbulas) e 52 ossos nos pés: ossos do tornozelo, calcâneo, tálus, navicular, cuneiforme medial, cuneiforme intermédio, cuneiforme lateral, cuboide, metatarsais, falanges proximais, falanges médias, falanges distais

-Membros Superiores: são formados por 64 ossos sendo 4 na cintura escapular (2 clavículas e 2 omoplatas), 6 nos braços (2 úmeros, 2 ulna, 2 rádio) e 54 nas mãos: escafoide, semilunar, piramidal, pisiforme, trapézio, trapezoide, capitato, hamato, metacárpicos, falange proximal, falange média , falange distal.

ossso4

Qual é o maior osso do nosso corpo?

                O maior osso do nosso esqueleto é o fêmur. Ele é o osso mais resistente do corpo e está localizado em nossa coxa. Um adulto de 1,80m possui um fêmur de aproximadamente 50 cm.

ossos5

Qual é o menor osso do nosso corpo?

            O menor osso do nosso corpo é o estribo. Ele possui tamanho aproximado de 4 mm a 7 mm e está localizado no ouvido, mais precisamente dentro do osso temporal, em uma região chamada de orelha média.

Junto com a bigorna e o martelo, o estribo forma o conjunto de ossos responsável pela audição humana. Sua função é transmitir o som que vem do exterior até as terminações auditivas localizadas na orelha interna.

ossso6Na imagem ilustrativa, o estribo aparece em rosa, ligado à bigorna.
Foto: Getty Images

Colaboradora: Nayara Voigt – Professora de Ciências – 6º ao 9º ano – matutino
Fonte: http://www.auladeanatomia.com/novosite/sistemas/sistema-esqueletico/
http://noticias.terra.com.br/educacao/voce-sabia/qual-o-menor-osso-do-corpo-humano,409cc4bdea737310VgnCLD100000bbcceb0aRCRD.html

Coluna Semanal – Você Sabia? – Por Nayara Voigt

O cavalo-marinho macho engravida???

seahorsesOs cavalos-marinhos são peixes ósseos (teleósteos) que pertencem ao gênero Hippocampus e à família Syngnathidae.
No mundo, existem mais de 50 espécies de cavalos-marinhos, distribuídas em todos os continentes, em regiões tropicais e temperadas.  No Brasil, encontramos 3 espécies: Hippocampus reidi, Hippocampus erectus e Hippocampus patagonicus.

cm2  Características

– São encontrados normalmente em águas rasas;

– Apresentam tamanhos variados, sendo que algumas espécies atingem cerca de 30 centímetros e outras apresentam apenas 13 milímetros de comprimento;

– São excelentes em camuflagem e conseguem mudar a cor do seu corpo, seus olhos movem-se independentemente, assim como os dos camaleões.

– Alimentam-se de pequenas larvas de camarões, moluscos e outros pequenos animais, como as pulgas-da-praia (para capturar sua presa, eles sugam a água);cm3

– Locomovem-se devagar na água e, para não serem levados pela correnteza, enroscam a cauda em algumas plantas aquáticas, corais ou algas.

– Suas nadadeiras são bem pequenas e quase transparentes.

cm4

Reprodução

A reprodução ocorre, geralmente, na primavera. Nesses animais, a fecundação é interna (a fêmea, no momento da cópula, transfere os ovos de sua bolsa incubadora para dentro da bolsa incubadora do macho, que então, os fertiliza) e o desenvolvimento do filhote ocorre no interior do corpo do macho. Como os peixes não possuem útero, o filhote cresce na bolsa incubadora do macho, que fornece nutrientes e gases aos ovos. O período gestacional varia, durando em média dois meses.

cm1

No momento do nascimento, os ovos eclodem dentro da bolsa incubadora e o macho se contorce para expelir os filhotes (em média, 300 por gestação). Depois que nascem, os pequenos cavalos-marinhos (com apenas 2 milímetros) não dependem mais do seu pai. Apesar da grande quantidade de animais nascidos, apenas uma pequena parcela sobrevive até a fase adulta, pois são frequentemente comidos por peixes maiores.

Os cavalos-marinhos são animais ameaçados de extinção, principalmente em decorrência da pesca predatória e da destruição do local onde vivem. Esses graciosos bichinhos são frequentemente capturados para servirem de peça decorativa ou para serem colocados em aquários.

Veja o vídeo da expulsão dos filhotes da bolsa incubadora do macho:

Colaboradora: Nayara Voigt – Professora de Ciências – 6º ao 9º ano – matutino

Fonte: SANTOS, V.. Você já ouviu falar de cavalos-marinhos?
            Disponível em: <http://escolakids.uol.com.br/cavalomarinho.htm>. Acesso em 24/05/2016.

Coluna Semanal – Você Sabia? – Por Nayara Voigt

Não importa quem está no comando da cozinha, até o mais bravo dos mestres-cucas se debulha em lágrimas diante de uma cebola!!!

Se você já passou pela experiência de cortar uma, sabe que não se trata de emoção do cozinheiro, mas de ardência nos olhos mesmo.

Então, por que a cebola nos faz chorar?

cebola1

A explicação está na química. Dentro das células da cebola existem compostos de uma substância chamada enxofre: o sulfóxido de S-1-propenil-L-cisteína (se você achou complicado, pode chamá-lo apenas de allina) e a allinase. Na cebola, a allina e a allinase estão em compartimentos diferentes. Mas, quando a cebola é cortada, amassada ou danificada de qualquer outra forma, milhões de células são destruídas, os compartimentos são desfeitos e esses compostos se transformam em gases (disulfureto de alilopropila) que são liberados no ar e chegam até nossos olhos, fazendo-os arder.

Sentimos o desconforto na visão porque os gases liberados pela cebola se transformam em ácidos (sulfúrico, ou sulfídrico) quando entram em contato com a lágrima natural que lubrifica nossos olhos. Há também a liberação de uma substância lacrimejante, o óxido de tiopropionaldeído. Estas substâncias irritam as terminações nervosas, causando a ardência e a coceira. Em resposta a essa irritação, as glândulas lacrimais começam a produzir lágrimas para expulsar os compostos irritantes e proteger os olhos.

Quer cebola2dizer que toda vez que precisarmos cortar uma cebola vai ser este chororô?

Nada disso! Aqui estão algumas dicas preciosas:

– lave bem a cebola e corte-a debaixo da torneira, desse modo, o ácido irá se formar quando  entrar em contato com a água e não com seus olhos. Mas é preciso ser ágil para evitar o desperdício de água;

– deixe a cebola por algumas horas na geladeira, a baixa temperatura diminui a atividade das enzimas envolvidas na produção do composto lacrimejante;

– corte a cebola utilizando o ventilador. Ligue um ventilador ao seu lado e em direção transversal apontado para a cebola de modo que o gás não chegue aos seus olhos.

Além disso, existem variedades naturais de cebola, denominadas “doces”, que são menos ácidas e não provocam lágrimas.

Depois de ler tudo isso, você já pode consolar os cozinheiros chorosos por aí.

 

Colaboradora: Nayara Voigt – Professora de Ciências – 6º ao 9º ano matutino

Fonte:   GOMES, A. L. Departamento de Química da Universidade Federal do Rio de Janeiro. . Disponível em: <http://mundogabis2.blogspot.com.br/2012/08/por-que-choramos-ao-cortar-cebola.html> Acesso em 11/05/2016.
SILVA, J. T.  Instituto de Química da Universidade Federal do Rio de Janeiro. Disponível em:<http://chc.cienciahoje.uol.com.br/nao-chore-mais-por-mim/> Acesso em 11/05/2016.

Qual é o animal mais feio do mundo?

A natureza é incrível, e isso é inegável. Entretanto, nem sempre podemos concordar que ela é bela. De insetos estranhos, mamíferos anatomicamente desproporcionais e aves que mais parecem dinossauros, é possível se encontrar de um tudo no ambiente selvagem.

Um concurso organizado na Grã-Bretanha elegeu o Peixe Bolha (Psychrolutes marcidus) o animal mais feio do mundo. Lembra um senhor velho e amargurado” – comentou alguém. O peixe é do Oceano Pacífico e é capaz de suportar a pressão de grandes profundidades marinhas. Está ameaçado de extinção pela pesca feita com rede de arrasto.

feio1 feio2

Mais de 3 mil pessoas participaram de uma consulta na internet para chamar a atenção sobre espécies pouco conhecidas e ameaçadas que desempenham seu papel no ecossistema.

Agora, o peixe bolha se tornou garoto-propaganda da Sociedade de Preservação do Animal Feio (“Ugly Animal Preservation Society”).

Em  segundo lugar ficou o kakapo, um pássaro que não voa e parece uma mistura de papagaio e coruja, que vive na Nova Zelândia. E, em terceiro lugar ficou o axolote, anfíbio mexicano apelidado de “peixe andarilho”.

Segundo lugar: Kakapo (Strigops habroptilus)

Kakapo ou papagaio-mocho é uma espécie de papagaio noturno, enfeio3dêmico da Nova Zelândia, notável por ser a única espécie da ordem Psittaciformes incapaz de voar. O seu nome significa papagaio da noite em maori. É uma ave em perigo crítico de extinção, com uma população total de apenas 124 exemplares, todos eles monitorados por equipas científicas, todos fora da Natureza.

Terceiro lugar: Axolote (Ambystoma mexicanum)

Axolotl

O Ambystoma mexicanum, conhecido popularmente como axolote ou axolotle é uma espécie de salamandra que não se desenvolve na fase de larva. É um exemplo de animal neoténico, ou seja, possui características do estado larval por toda a vida, como as brânquias externas. Os axolotes são muito usados em laboratório devido à sua capacidade de regeneração (o animal pode se regenerar tanto que no caso de perder um membro ou sua cauda, consegue criar um completamente novo).

Veja abaixo outros animais estranhos presentes na natureza:

Rato-toupeira-pelado

feio5 feio6

Se você assistia àquele desenho da Disney, Kim Possible, deve se lembrar do personagem Rufus – que era uma dessas toupeiras. Entretanto, o que você com certeza não esperava é que elas fossem tão feias na vida real, não é mesmo? Esses animais, que mais parecem ter saído de um filme de terror, são apenas uma das 30 espécies existentes. Eles vivem em comunidade e são liderados por uma rainha, cuja função principal é dar a luz a outras toupeirinhas, são cegos e vivem em cavernas, utilizando seus pelos como sensores que os ajudam na locomoção pelos túneis.

Morcego-lanudo

feio8 feio7

Nativo da China e partes da Ásia, vive nas florestas construindo suas casas em buracos de troncos de árvores mortas ou em pilhas de folhas.

Macaco-tromba

feio10 feio9

Nem é difícil imaginar o porquê desse nome… Habitante da ilha de Bornéu,  utiliza seu grande nariz para atrair fêmeas e para ameaçar os demais machos que estejam de olho em sua parceira. Vivem à base de nozes, frutas e folhas verdes. Triste é saber que a espécie já está em extinção.

Toupeira nariz-de-estrela

feio11 feio12

Mais uma toupeira muito feia. A toupeira nariz-de-estrela é um animal inteligente e usa bolhas de ar para cheirar. Habita a parte leste dos Estados Unidos e do Canadá, sendo encontrada em pântanos e áreas alagadas. Possui esse nariz estranho composto por 11 pares de tentáculos, que possuem cerca de 25.000 receptores capazes de detectar  tremores, vermes e pequenos crustáceos.

Cegonha bico-de-sapato

feio13 feio14

Com essa cara de poucos amigos aí, essa ave possui hábitos solitários, reunindo-se com outras da sua espécie só em épocas de pouca comida ou de acasalamento. Vivem nos pântanos tropicais da África. Possuem aparência quase pré-histórica e são rápidas na caça em águas pouco oxigenadas. Quando filhotes dependem dos seus pais para quase tudo.

Barata d’água

feio16 feio15

Nada mais, nada menos que uma barata gigante que vive na água! São animais CARNÍVOROS que caçam peixes, crustáceos e anfíbios. Ahhh… e têm um apetite especial por dedões-dos-pés humanos que cheguem muito perto delas, possuindo uma das mordidas mais doloridas entre os insetos. Os machos da espécie é que carregam os ovos nas costas.

Fonte: https://dicasdeciencias.com/2013/09/13/peixe-feinho/
https://pt.wikipedia.org/wiki/Kakapo
https://pt.wikipedia.org/wiki/Ambystoma_mexicanum
http://www.tudointeressante.com.br/2014/01/7-dos-animais-mais-feios-do-mundo.html

Contribuição: Professora de Ciências – Nayara Voigt